De Gilete em punho

Acho que já disse muitas vezes que o que mais gosto  de desenhar são as pessoas que, por um ou outro motivo chamam a minha atenção e me levam a imaginar a sua história de vida. Mesmo que fiquem mal. Não faz mal.
Foi o caso deste senhor, de fato coçado e gravata amarrotada, que estava hoje às 9 da manhã junto ao Marquês de Pombal, a fazer a barba em seco.  Não tive mais que 1 minuto...