Sábado, na Fábrica das Cores, com Eduardo Salavisa

No sábado fui a mais uma tarde de desenho na Fábrica das Cores, em Oeiras. Fomos a um larguinho, em Sassoeiros, muito calmo, com um certo ar de aldeia. O Eduardo Salavisa  sugeriu que tentássemos pôr no caderno o máximo de coisas que a vista alcançasse. Claro que nem metade consegui ! Faltaram árvores, casas, carros, bancos de jardim...enfim, quase tudo :)

Depois foi o mesmo, mas dentro duma sala minúscula, onde mal cabiamos. Éramos oito : seis que tentei desenhar, um rapaz que já não coube, e eu. Dentro desta lata de sardinhas, valeu-nos um belo chá de limão que a Catarina simpáticamente preparou!