Este país não pede caneta!

Na Irlanda, além das cores, também a luz é fantástica, como aliás acontece em todos os países do Norte. Durante uns dias, abandonei a minha caneta preta de estimação e só me apeteceu  usar  pincéis e aguarelas, directamente no papel.
 É por estas e por outras que os meus cadernos não têm qualquer coerência gráfica, o que me deixa triste. Mas,  também, se não fizer "o que me dá na gana", acho que os desenhos não saiem autênticos nem espontâneos.
 Um dia, talvez um dia, eu consiga ter caderninhos lindos de morrer, como tantos têm :))

Até que a chuva chegou!

Esta era a vista da nossa casa de Fenit, à qual só se podia aceder na MARÉ BAIXA!!!