Passover - uma Páscoa diferente (II)

Os nossos amigos de Nova Iorque são Judeus.  Na Páscoa, comemoram o Passover, que celebra a  fuga  do povo judeu do Egipto.
Pessach é uma palavra hebraica que significa passar além, tanto no sentido geografico como, metafóricamente, passar além da escravidão, para a  liberdade.
Durante as festividades  do Pessach, um jantar especial de comemoração  reúne toda a família ao redor da mesa, onde se fazem uma série de rituais. Desta vez, os nossos amigos fizeram-no connosco, o que nos deixou contentes e muito honrados.
Leram salmos, cantaram, explicaram-nos o significado dos rituais, em particular da partilha de pão ázimo. A  história do "êxodo do Egito" relata que os israelitas, durante a fuga apressada do cativeiro, assaram o pão sem esperar que a massa crescesse. Essa ausência do fermento tornou-se então um ritual e assim, durante estas comemorações um dos preceitos é não consumir alimentos que contenham fermento. A nossa refeição começou assim com uma partilha onde o "pão ázimo" ou "Matsá".
Foi uma noite fantástica. Obrigada Ellen e Josh!