Capoeira

Cada vez que vou a Montemor fico horas a olhar a capoeira, que é um amontoado de paus, tábuas, redes, chapas onduladas, baldes, jarros, regadores, latas e outras traquitanas que lhe dão um ar caótico, mas que têm todas o seu propósito. É uma capoeira gigante, "a céu aberto", com  várias oliveiras antigas, e de onde as galinhas, os galos, os pavões, os patos, os perús, as emas e os nandus podem entar e sair quando quiserem. Os únicos que estão fechados, são os coelhos. À esquerda é o curral (ainda mais caótico e também aberto) das ovelhas e das cabras.Neste momento, a maioria da bicharada assustou-se comigo e resolveu sair. Deve ser bom ser galinha aqui!!!