E continuando as desgraças..."O, de Oriente"

No sábado o Alfabeto Lisboeta foi à gare do Oriente. Desenhar a estrutura com mancha de aguarela cinza, e caneta preta para o acessório, em pouco mais que um fósforo, foi o desafio impossível que nos foi proposto...Saia o que sair, é sempre  divertido, e isso é que é importante!