Geografia, enquanto o peixe não morde...

Quando ontem saí do comboio, no Cais do Sodré, ainda tive tempo de ir à beira rio, onde estavam estes velhotes a pescar. 
Amigos, é certo, não paravam de teimar um com o outro, com um laivo de embirração recíproca, própria de quem se conhece e atura há muito tempo. Discutiam sobre a localização de Montalegre. Não sei se as frases eram  exactamente estas, mas achei graça à forma como debitavam, ao despique, as províncias de Portugal como certamente aprenderam na "instrução primária". Minho, Trás-os -Montes, Alto Douro, Douro Litoral, Beira Alta, Beira baixa... 
Convicto da sua certeza , mas incapaz de convencer o outro, rematou um deles para o seu lado: "E hei-de trazer o mapa!" ao que o outro resmungou com desprezo: "E ele a dar-lhe!".
Chegou o 36, e tive que me ir embora.