Café da manhã

Gosto de ficar de manhãzinha nos cafés, atenta a tudo: aos gestos, às pessoas, àquilo que dizem, ao que não dizem, aos barulhos, às expressões, às posturas, às pressas, às saudações, aos resmungos, à leitura dos jornais, aos tédios, aos suspiros, às migalhas...
  "Há momentos em que cada pormenor do vulgar me interessa na sua existência própria, e eu tenho por tudo a afeição de saber ler tudo claramente" 
Fernando Pessoa