Alfabeto Lisboeta

A proposta desta sessão era "demasiado" para mim: a Casa dos Bicos, com os seus bicos e janelas, em perspectiva,  só em azul, desta vez ultramarino...Tentei uns pormenores, uns prismas em pedra, faces claras, faces escuras, luz e sombra...uma loucura! E depois parei. Fiquei a ver os outros  desenhar, ouvi pequenos excertos de conversas, sorri com os desabafos de desespero e com os impropérios dirigidos à fachada.
E deixei-me levar pelo ar ameno do fim da tarde, desta vez sem frio nem chuva.
Da esquerda para a direita, tinha à minha frente o João Moreno, a Maria José e a Patrícia.
Virei a página do soberbo caderno da Ketta e esqueci o  desafio.
Que bom que é fazer o Alfabeto Lisboeta!