Versailles

Este sítio merece, sem dúvida, uma visita e um desenho com mais  tempo, sem a pressão do parquímetro a descontar vertiginosamente.
As mesas estão cheias, com pessoas e  rotinas que gosto de observar. Sobretudo homens. Não muito novos. Conversa-se, lê-se o jornal, cumprimentam-se os menos íntimos com um aceno de cabeça e dão-se dois dedos de conversa aos empregados que já se conhecem .
A decoração luxuosa, os detalhes  arte nova, os lustres, os espelhos, as imaculadas toalhas de mesa, as  fardas dos empregados e  a exuberância dos mármores e das madeiras, transportam-nos para o  elegante e sofisticado ambiente dos clássicos  cafés europeus do início do século.
"Este espaço oferece aos seus clientes diversos tipos de chá e a  mais variada pastelaria de Lisboa". Como diria Dâmaso de Salcede, Chique a Valer!