É sempre bom ir a Montemor!

Este desenho revela que estou a ficar velha. Como? É fácil: foram pedacinhos apanhados na viagem, em que pela primeira vez  não fui eu  a guiar. Foi o Pedro!  Uma nova etapa? Talvez...Mas confesso que não me agrada, eh eh;)
E chegado a casa, o sr. condutor dedicou-se a  descansar no terraço, a ver a vista, não sem antes calçar a farda daqui!

E não é que o sortudo ganhou uma massagem ayurvédica do amigo Guilherme , licenciado em Direito que, depois duns meses na India, largou tudo para se tornar estudante desta arte? Só ele, para ter esta conversa sobre "Prana"! 

E entre "pranas", chazinhos e lareiras,  se passou um bom serão...

 De manhã, na vila, apeteceu-me desenhar esta Associação Operária Montemorense. O céu ficou carregado, e fugi rápidamente...