"Come with me", disse o Avinash

Quando viu que eu estava a desenhar de pé, o Avinash disse para eu me sentar ao pé dele. É muito novinho,  pertence ao staff do comboio e trabalha sempre as 55 horas de viagem que ligam Alappuzha a Dhanbad. O seu trabalho é dar e recolher a roupa de cama dos passageiros. É muito simpático. Quando lhe  dissemos que achávamos  impressionante  haver tanta comida a bordo, sempre quente a toda a hora sem parar, o Avinash  perguntou entusiasmado:
 - Do you Want to see the kitchens? Come with me...
Não foi preciso perguntar duas vezes.
E assim nos  levou, comboio fora, carruagens e carruagens umas atrás das outras, até à última. 
O calor e o cheiro a fritos e a especiarias iam sendo cada vez mais intensos. Tinhamos enfim à nossa frente a maior e mais peculiar cozinha que já alguma vez vi. Era todo um vagão com tachos e panelas de tamanho incalculável, dezenas de homens afogueados em tronco nu com panos enrolados na cabeça, fogos intensos acelerados com pedras incandescentes, fumos, vapores e muita muita energia. Uma maravilha  que não pude desenhar :((




Voltei ao "meu posto" e desenhei o imenso comboio numa das suas mil paragens: Vellore Juntion